Posted by : Jornalismo e Relações Públicas Uespi domingo, 16 de novembro de 2014

O programa Falando Nisso da Rede Meio Norte também repercutiu sobre Torquato Neto

Por Julimar Silva

Torquato Neto, poeta, letrista, jornalista e um dos influenciadores do Tropicalismo, movimento cultural brasileiro, está sendo homenageado de várias formas no Piauí. São consertos, apresentações e manifestações artísticas, musicais e até mesmo nos programas de televisão as lembranças do considerado “Anjo Torto” não param. O programa Falando Nisso, apresentado pela jornalista Maia Veloso, na Rede Meio Norte, também tratou sobre Torquato, em uma entrevista com uma das pessoas no Piauí, que mais entendem de Torquato, o Publicitário George Mendes, que é primo de Torquato Neto e curador do acervo pessoal do poeta.

Durante a entrevista George Mendes, revelou que o artista de várias faces era fonte de alegria e lembrou com saudade os momentos que interagiu com o poeta. Em uma das passagens, afirma que tinha 14 anos Torquato Neto morreu em 1972 no dia 10 de novembro aos 28 anos no Rio de Janeiro. Se estivesse vivo completaria 70 anos em 2014.

“Quando Torquato morreu eu tinha 14 anos. Ele era um ídolo pra mim. E ele alimentava isso, ele me deixava ficar perto. Mas ele me fazia coisas, me atendia 6 horas da manhã. Eu batia na porta pedindo para ele traduzir um texto de inglês do colégio e ele morria de rir”, George Mendes, pesquisador.

Maia Veloso e George Mendes durante Programa Falando Nisso da Rede Meio Norte
Dentre as contribuições destacadas por Torquato Neto, George lembra que ele participou da concepção do Tropicalismo no Brasil. Torquato teria se apropriado dos conceitos e ideias quem melhor conseguiu traduzir, junto com Caetano Veloso, Gal Costa, Gilberto Gil e outros nomes, esse movimento. Torquato não cantava, nem tocava nenhum instrumento, era desafinado, mas tinha ouvido musical e conseguiu apreender e expressar a síntese do movimento cultural.  


“Se eu posso dizer, Torquato talvez fosse a essencial da história, os outros foram a estampa. Eles tiveram uma belíssima contribuição, eles ganharam o mundo, tiveram visibilidade com tudo isso, mas quem deu a sustentação a essência foi Torquato Neto”, afirma George Mendes.

George Mendes, falou ainda sobre o acervo que tem em sua residência e que consegue reunir muitos documentos sobre a vida de Torquato Neto. A maior parte do material ele recebeu em 2010, vindo do Rio de Janeiro. Conta que ficou impressionado e ansioso para pesquisar, coisas com mais de 30 anos, 40 anos, porém teve muita alergia e isso lhe impediu explorar com mais rapidez todas as fontes. Hoje arrumou o acervo que demorou muito para entender, mas que hoje contra tudo com muita facilidade. Antes de chegar à Teresina, o acervo estava há 38 anos em poder da viúva de Torquato, Ana Duarte, que guardou tudo com muito cuidado e zelo afirma.

Alguns originais de poesias e canções do poeta Torquato Neto -Foto UPJ Produções

Uma curiosidade que George Mendes revelou durante o programa, foi que grande parte das coisas que lhe chegaram estavam catalogadas. Um exemplo é o material sobre cultura do jornal: Última Hora, que foi uma espécie de plataforma de lançamento de tudo que aconteceu no Brasil dá época das produções de Torquato. Mas o que impressiona o curador é a forma como o poeta preparou os seus documentos. Estavam arrumados e catalogados. O que denota para George Mendes que Torquato Neto, não queria ser esquecido.

“Quem prepara as coisas como Torquato preparou não quer ser esquecido não. Ele fez um ato que a gente pode considerar sob diversos ângulos, sob diversos pontos de vista, ninguém tem o direito de sustentar que a única verdade é essa. O fato é que ele tinha o direito e fez o que quis da forma que quis. Torquato sempre confundiu vida e morte, pra ele existia só um recomeço”, conta George Mendes.

Semana Audiovisual da UESPI – Mais Torquato Neto

Torquato Neto vai continuar sendo homenageado durante a 2ª Semana Audiovisual da UESPI (Universidade Estadual do Piauí), organizada pelos alunos do 7º período do Curso de Comunicação Social. O evento acontece nos próximos dias 19 e 20 de novembro, quarta e quinta feira, respectivamente.

Biografia de Torquato Neto ganha uma segunda
edição (Foto: Divulgação/Nossa Cultura)


Inscrições

As inscrições podem ser feitas no Curso de Comunicação Social da UESPI e também através do Blog:SemanaAudiovisual.blogspot.com.br. Outras informações sobre o evento, pode ser acessadas nas Redes Sociais Digitais: Facebook.com/SemanaAudiovisual2014 ou @SemanaAudivisual.

Dentre as atividades nos dois dias da Semana Audiovisual da UESPI, além de Palestras e Mostras de Vídeos, Recitais e Mesas Redondas com professores convidados completam a 2ª edição do evento.


Deixe um comentário...

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

- Copyright © 2013 IV Semana Audiovisual UESPI - Shiroi - Powered by Blogger - Designe por Johanes Djogan com edições de Daniel Simão -