Posted by : Jornalismo e Relações Públicas Uespi segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Por Julimar Silva

A jornalista maranhense Sande Moraes ministrou a oficina: Jornalismo Político, no último dia da 2ª Semana de Audiovisual da UESPI 2014. Com mais de 20 anos de experiência na área do jornalismo e assessoria de imprensa, a profissional dialogou sobre a profissão com alunos de jornalismo, alunos do ensino médio, jornalistas e amantes da jornalismo político. A Semana de Audiovisual aconteceu de 19 e 20 de novembro de 2014, no campus Torquato Neto. O evento homenageou, Torquato Neto "O Anjo Torto".

Sande Moraes, jornalista
As últimas eleições e a confusão entre jornalismo e publicidade, foram muito discutidos, com várias intervenções dos estudantes. A morte de Eduardo Campos (PSB); A vitória de Dilma (PT); A derrota de Edinho Lobão (PMDB) no Maranhão para Flávio Dino (PCdoB); A vitória de Wellynton Dias (PT) sobre Zé Filho (PMDB) no Piauí; A forma como a revista Veja, se posicionou dentro da campanha presidencial na última eleição, foram pontos que renderam grandes discussões dentro na oficina, que foi trabalhada mais do ponto de vista prático do que teórico.

A vasta experiência de Sande Moraes, contou bastante, para que ela pudesse responder com precisão as indagações dos participantes, dando exemplos próximos da realidade dos piauienses, esclarecendo como o jornalismo e o marketing se posicionam em diferentes momentos.

Mas, alguns pontos chamaram ainda mais a atenção dos cerca de 20 participantes da oficina, que se surpreenderam com declarações da jornalista, que afirma ser difícil separar conteúdo jornalístico e publicitário na atualidade e que é preciso ficar atento para não perder a ética profissional.

"Que essa interação sirva de crescimento. A gente torce bastante para que essa turma, seja uma turma do futuro e que a comunicação seja feita com ética. Eu digo que político não vive sem comunicação, a comunicação é a porta aberta, tanto para construir imagens, quanto para destruir ou desconstruir essa imagem então, a gente sempre busca o que há de melhor. Então quando a gente busca saber o que é verdade, o que é manipulação, o que é marketing, o que é publicidade, o que é ética, a gente tende a fazer essa diferenciação e tende a colher o que é melhor para nos enriquecer", Sande Moraes, jornalista.

Para alguns participantes, a oficina foi um momento importante para debater com mais clareza, assuntos que dificilmente conseguem ganhar repercussão fora da academia. Para outros, o conteúdo trabalhado na oficina surpreendeu por ter sido abordado de forma bem explícita, demonstrando o que muitos políticos fazem para ter acesso ao poder a qualquer custo. Mas, ficou também a certeza de que os desafios são cada vez maiores para o jornalista que precisa saber lidar com interesses diversos no mundo político.

Os participantes da oficina de Jornalismo Político ao lado de Sande Moraes
"Política é o que a gente respira hoje, a nossa vivência tem política.  Então falar e discutir política e principalmente política e principalmente o marketing. O que eu levo disso tudo é que a gente precisa aprender como a nossa política é feita. Como jornalista ou futuros jornalistas, esse é o momento de formar o caráter, é preciso o caráter ético. Não basta ser levado pelo calor das emoções, e saber não se corromper", Juliana Arêa Leão, jornalista, recém formada pela UESPI.

"Gostei muito, foi acima das expectativas, ela sabe muito. Pena que foi pouco tempo. Fez me esclarecer muito do que eu já sabia. Na política muita coisa é marketing, me fez compreender um pouco mais do que eu já sabia, em tudo tem muita representação" Diego Paulo, estudante participante da oficina.

Antônio Pereira, além de gostar do conteúdo trabalhado, ainda foi premiado com um livro sorteado pela organização da 2ª Semana de Audiovisual 2014.

"Realmente me interessei por essa área e quero seguir nesta área de jornalismo político. Surpreendeu um pouco aqui. Na política há mais coisa que a gente não vê do que vê. Estou mais feliz ainda, porque também ganhei o livro e prometo gostar" Antônio Pereira, estudante do Premem Norte.

Antônio Pereira, estudante do Premem Norte


Após a oficina, todos foram convidados para prestigiarem um varal que expôs as poesias de Torquato Neto.

Deixe um comentário...

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

- Copyright © 2013 IV Semana Audiovisual UESPI - Shiroi - Powered by Blogger - Designe por Johanes Djogan com edições de Daniel Simão -